Risco relacionado à aquisição ou alienação de Imóveis ou SPEs

As operações do Fundo são baseadas na aquisição de Propriedades ou SPEs. A aquisição de propriedades ou SPEs depende de um conjunto de medidas a serem realizadas, incluindo a devida diligência e qualquer processo de registro em um cartório de registro de imóveis e junta comercial.

Se qualquer uma destas medidas não for perfeitamente executada, o Fundo poderá não conseguir adquirir ou vender Propriedades ou SPEs, ou poderá não conseguir fazê-lo nas condições pretendidas, o que afectará negativamente a sua rentabilidade.

No período entre o processo de negociação da aquisição de um imóvel e o seu registo em nome do Fundo, existe o risco de este ativo ser onerado por dívidas dos antigos proprietários, o que poderá dificultar a transferência de propriedade deste imóvel. para o Fundo. Além disso, se o Fundo adquire um Imóvel em prestações, existe o risco de que o Fundo, no período entre o pagamento da primeira e última prestação e devido a vários factores imprevistos, não tenha recursos suficientes para cumprir as suas obrigações.

Além disso, uma vez que existe a possibilidade de adquirir Imóveis onerados por dívidas dos antigos proprietários, se os credores dos antigos proprietários podem propor a execução e não têm outros ativos para garantir o pagamento de tais dívidas, pode ser difícil transferir a propriedade. do Imóvel ao Fundo, bem como obter renda deste Imóvel.

Por fim, há também a possibilidade de falha na devida diligência, não identificando certos passivos, relevantes ou não, que possam afetar adversamente o patrimônio do Fundo. Todos os casos mencionados acima podem impactar negativamente o patrimônio do Fundo, a lucratividade e o preço de negociação das Quotas.